Não tem como negar: o melhor marketing ainda é o boca a boca.

Porém, em tempos de pandemia, ser aliado das plataformas digitais, é rei. E eu posso provar.

UMA pessoa que compra seu produto, vai indicar para, pelo menos, mais TRÊS pessoas. E não só pela qualidade. A identidade visual fala, a forma como é colocado no mercado, o overdelivery*, as fotos e a experiência de quem já provou e aprovou (ou não, nunca se sabe).

Qual o primeiro corte quando uma empresa está passando por dificuldades? Comunicação/marketing. Já parou para pensar que é onde mais precisam? A necessidade de um posicionamento por parte das empresas é fundamental. Revisar e adaptar as estratégias de marketing precisa se tornar prioridade. Serviços online para compras de produtos se tornaram o primeiro meio de busca entre todos. Se já era antes, em meio à pandemia então. Foi onde pessoas se deram conta que é preciso sim, manter a publicidade, a comunicação como um todo.

Seguir o fluxo do mercado, mostrar ao cliente a comodidade de receber seu produto em casa e ter mais tempo para escolha, além de estar em vários canais de comunicação. Torna essa relação empresa X cliente mais estreita o que nos leva ao inicio: marketing boca a boca.

Só vemos vantagens, certo?*overdelivery: estratégia que entrega mais do que o cliente espera, seja através de um brinde, uma embalagem personalizada, um upgrade, um bônus, e/ou um excelente atendimento.

Autor: Mina Soledade